NOTÍCIAS
23/05/2006 - Praticar exercício ajuda na tomada de decisão

Agenda lotada, reuniões e a urgente necessidade de tomar decisões importantes. Diante dessa rotina, muita gente sucumbe ao cansaço mental e corporal, com reflexos negativos na produção diária. Outros utilizam ferramentas capazes de combater o estresse e a indisposição, como a prática de exercícios físicos.

Os especialistas dizem que esta é uma das melhores soluções, na medida em que a carga horária de trabalho não pára de crescer. Pesquisa divulgada pelo National Institute for Occupational Safety and Health, dos EUA, revela que a média de horas trabalhadas por executivos oscila entre 60 e 65 horas semanais, o que dá uma média de 12 a 13 horas por dia.

“As atividades de fitness como ginástica e musculação proporcionam o condicionamento do organismo a situações que imitam o estresse do dia-a-dia. Com isso, podemos dizer que em uma situação de sobrecarga de pressão na empresa, o executivo estará mais condicionado à enfrentá-la”, explica Paulo Pirozzi, médico responsável pelas avaliações físicas da Triathon Academia.

Pirozzi revela que o executivo praticante de atividades físicas de três a quatro vezes por semana oxigena melhor o cérebro e aumenta sua performance. “O profissional fica mais tranqüilo, age mais pela razão e tende a tomar decisões mais equilibradas”, completa.

Um exemplo é o empresário Cimini Júnior, 37, aluno da Triathon. Antes de praticar exercícios, Cimini fumava muito e sofria com o estresse. “Era um grande candidato a ter um infarto. Isso me atrapalhava inclusive no trabalho; eu ficava extremamente ansioso. Hoje descarrego minhas energias negativas malhando. Tenho menos ansiedade, tomo decisões com a cabeça mais leve e mais calma e procuro ser menos impulsivo”, diz.

Ao mesmo tempo em que cuida do corpo, o profissional deve se preocupar também com a alimentação. A nutricionista Cristiane Durante diz que beber pelo menos 1 litro de água por dia e ingerir alimentos com baixo teor calórico são práticas essenciais para a manutenção do bem-estar do executivo.

“É essencial evitar o consumo exagerado de sal, açúcar, alimentos ricos em gordura, colesterol e alimentos que contribuam para o aumento da estafa nervosa, como por exemplo, o chocolate e o café”, diz Durante.

Na outra ponta, segundo ela, vários alimentos ajudam o organismo a repor a perda diária de vitaminas e sais minerais e, com isso, devolvem a vitalidade ao profissional.

Fonte: Canal Executivo UOL


Campanha Salarial 2019/2020

CONFIRA


➡ BBTS/COBRA
➡ DATAPREV
➡ DIVIDATA
➡ PARTICULARES
➡ SERPRO

Notícias
Eventos
FAQ - Perguntas Frequentes
Jornal DF DADOS
Boletim informativo
Regulamentação da profissão
Contribuição Sindical
Atualize os dados da sua empresa
Cadastre-se e receba nosso boletim

 

 



SINDPD-DF – Setor de Diversões Sul (SDS) – Ed. Venâncio V, Loja 04 – Asa Sul, Brasília – DF CEP 70.393-904 - Tel: (61) 3225-8089