NOTÍCIAS
16/05/2006 - Direção do Serpro quer pagar para ver se os trabalhadores têm disposição de luta!

Os representantes dos trabalhadores e a direção do Serpro não chegaram a um acordo, nesta segunda-feira (15), na 2ª rodada de negociações. Apesar dos representantes sindicais terem apresentado a rejeição unânime da classe trabalhadora à contraproposta da empresa, o processo de negociação foi interrompido. A empresa encerrou as negociações, num ato totalmente desrespeitoso e anti-democrático, alegando não ter condições de atender as reivindicações dos trabalhadores.

É uma demonstração inegável de descompromisso com aqueles que contribuem diariamente para o êxito do Serpro: seu corpo funcional. Tal comportamento nos faz lembrar de antigos gestores da era FHC: o último Acordo Coletivo dos Trabalhadores do Serpro, definido por outros atores, aconteceu na gestão de Eduardo Azeredo.

Na reunião dessa segunda-feira, que aconteceu na sede da empresa, os representantes sindicais destacaram, mais uma vez, a importância da incorporação das reivindicações feitas pela categoria ao Acordo Coletivo 2006/2007. No entanto, apesar dos representantes sindicais insistirem na continuidade do processo de negociação, a direção da empresa demonstrou total falta de habilidade e preparo para atuar num processo legítimo de negociação.

Os diretores da estatal estão apostando, equivocadamente, que os trabalhadores não são capazes de enfrentar e rejeitar as contrapropostas apresentadas e, ainda, lutarem por suas reivindicações. Não acreditam na união e a força da classe trabalhadora e decidiram pressionar negando às nossas reivindicações em mais uma tentativa clara de destruir a mobilização dos trabalhadores.

Em resposta a esta postura antiquada e anti-trabalhador da empresa, a Fenadados já está articulando às suas filiadas para definir as linhas políticas de pressão à direção do Serpro. As entidades sindicais devem convocar, ainda essa semana, assembléias regionais para deliberar sobre paralisação de 24hs no dia 23 de maio.

Em uma resposta à diretoria da empresa o movimento nacional já mobiliza a categoria para realizar greve por tempo indeterminado, Para isso, as entidades devem publicar, no dia 17/05, em jornal de grande circulação, edital convocando essa assembléia.

A indicação é de que no dia 23 os trabalhadores decidam se irão cruzar os braços a partir do dia 29 desse mês. Segundo a agenda de mobilização já estruturada, o Comando Nacional de Campanha ocorrerá no dia 1 de junho, em Brasília.

1ª Paralisação de 24hs - Na quinta-feira passada (11), numa demonstração do rechaço à contraproposta da empresa, os trabalhadores se mobilizaram em todo o país para realizar paralisação de 24hs. Pelo menos 10 capitais brasileiras aderiram ao movimento.

Em alguns estados, os participantes da mobilização conseguiram ingressar no prédio da empresa para convencerem a mais companheiros(as) a integrarem o movimento. Em outros, tentaram distribuir panfletos, mas foram coibidos pelo Serpro. No Distrito Federal, o diretor Armando Frid, da direção de Recursos Humanos, mandou expulsar os mobilizadores das dependências da estatal e chegou, irresponsavelmente, a bater-boca com os trabalhadores.

Estiveram representando os trabalhadores na reunião a Coordenação Nacional de Campanha Serpro e Dataprev, Lúcia Helena e Joselito da Silva, diretores da Fenadados Carlos Alberto (Gandola), Djalma Araújo, Renato Guilherme, o Representante Nacional Valmir Braz, o consultor jurídico Marthius Sávio e diretores do SINDPD-PE, SINDPD-DF, SINDPD-RJ, SINDADOS-BA, SINDADOS-MG, ASSINDADOS-SP e SINDPPD-RS.

Agenda de Mobilização

Dia 17/05 – Publicação do Edital de convocação da Assembléia Deliberativa.
Tema: Deliberação do indicativo de Greve por prazo indeterminado a partir do dia 29/05.

Dia 17/05 – Assembléia Informativa/Deliberativa
Tema: Avaliação da 2ª Rodada de Negociação e Deliberação do indicativo de paralisação de 24hs no dia 23/05.

Dia 23/05 - Paralisação de 24hs com Assembléia para deliberação da Greve por Prazo Indeterminado.

Dia 29/05 - Greve por prazo indeterminado

Dia 1/06 – Comando Nacional de Campanha, em Brasília
Tema: Greve Nacional e Campanha dos Trabalhadores do Serpro 2006/2007.

Fonte: Portal da Fenadados









Campanha Salarial 2019/2020

CONFIRA


➡ BBTS/COBRA
➡ DATAPREV
➡ DIVIDATA
➡ PARTICULARES
➡ SERPRO

Notícias
Eventos
FAQ - Perguntas Frequentes
Jornal DF DADOS
Boletim informativo
Regulamentação da profissão
Contribuição Sindical
Atualize os dados da sua empresa
Cadastre-se e receba nosso boletim

 

 



SINDPD-DF – Setor de Diversões Sul (SDS) – Ed. Venâncio V, Loja 04 – Asa Sul, Brasília – DF CEP 70.393-904 - Tel: (61) 3225-8089